Fale conosco: (11) 3081-8947

EDITORIAL

Por Niraldo de Oliveira Santos
EBP/AMP

“Alguns sendo singulares, se ajuntam, e podem ser colocados em série porque são, cada um, o que eles são”. Começo este editorial com esta frase de Guilherme de Ockham, filósofo e teólogo inglês, pois acredito que com ela é possível mostrar que o trabalho de organização das IX Jornadas da EBP-SP: “Solidão” tornou-se  possível em função desse ajuntamento de desejos em torno do tema e da causa analítica, condições estas que nos permitiram trabalhar em equipes, sem deixarmos de lado o traço de cada um.

UNS TRAÇOS

A solidão e as soluções do falasser

Por Eliane Costa Dias
EBP/AMP

“Quem fala só tem a ver com a solidão” (Lacan, 1972-73).
“A solidão é uma ilusão” (Brousse, 2019).

Como conciliar essas duas afirmações, aparentemente contraditórias? Como falar em solidão do sujeito quando não há sujeito sem o Outro?

No trabalho clínico e epistêmico preparatório às IX Jornadas da EBP-SP nos deparamos com diversos sintagmas: solidão-queixa que se ouve na clínica, solidão-sintoma nas diferentes estruturas clínicas, solidão-posição no laço social, solidão-efeito da época, solidão-ato, solidão-desejo do analista, solidão-Escola. Como afirma Miquel Bassols, “há diversas solidões, diversas maneiras de estar só”.

Pascal Quignard: entre o que escapa e o que não se realiza – a solidão na ponta da língua

Por Teresinha N. Meirelles do Prado
EBP/AMP

“Muitas vezes, mais vale não compreender para pensar, e é possível percorrer léguas compreendendo sem que disso resulte o menor pensamento”.

Pascal Quignard possui uma obra vasta. Seu procedimento é por ele identificado à linhagem da retórica especulativa, por ele definida como o resgate de uma: “tradição antiga, marginal, recalcitrante, perseguida, para a qual a letra da linguagem deve ser tomada à la littera. Essa tradição esquecida é a violência da literatura”.

Platão e Lacan: encontro da verdade na solidão

Maria Bernadette Soares de Sant´Ana Pitteri
EBP/AMP

Solidão, enquanto conceito, está mais para a filosofia (desde seus primórdios), do que para a psicanálise, embora queixas constantes não deixem de pulular nos consultórios psicanalíticos. Do que se queixa aquele que se diz solitário?

PROGRAMAÇÃO

Confira a programação geral das Jornadas e fique atento(a) aos horários!

LIVRARIA

Livraria das IX Jornadas da EBP-SP

Por Kátia Ribeiro Nadeau
Comissão de Livraria

A Livraria das IX Jornadas da EBP-SP – “Solidão” contará com títulos imperdíveis! Dentre estes, destacamos alguns lançamentos que certamente irão promover excelentes leituras.

Aguardamos sua visita! (Confira os lançamentos)

LAÇOS EM SAMPA

1- Dicas de Restaurantes, Cafés e Serviços

Por Eliana Machado Figueiredo
Comissão de Secretaria, Infraestrutura e Acolhimento

Confira as sugestões de restaurantes e serviços cuidadosamente elaborada pela Comissão de acolhimento.

Imagem: Instagram @theyouthquake
Imagem: Instagram @theyouthquake

2- Teatro

“Há dias que não morro” – SESC Pompeia

A companhia Academia de Palhaços dá início a uma nova fase de pesquisa e passa a se chamar ultraVioleta_s. Para marcar essa transição, o grupo estreou Há Dias Que Não Morro no dia 3 de outubro no Espaço Cênico do Sesc Pompeia.

3- Exposição

Batman 80, a exposição

São Paulo recebe uma exposição totalmente imersiva para comemorar os 80 anos do homem-morcego. A exposição é uma viagem por cenários famosos de Gotham City, acervo de quadrinhos e itens raros do Batman.

4- Gastronomia

Viva! Itália – Museu da Imigração

O jardim do Museu da Imigração vai receber a segunda edição do Viva! Itália – uma celebração da cultura e culinária italiana em parceria com o Consulado Geral da Itália em São Paulo.

Comissão de Boletim e Divulgação:
Niraldo de Oliveira Santos (Coordenador), Camila Popadiuk, Cybele Lobo , Eduardo César Benedicto , Gabriela Malvezzi,
Gustavo Oliveira Menezes, João Lucas Zanchi, João Paulo Desconci , Jovita Carneiro de Lima, Marcella Pereira de Oliveira,
Maria Marta Ferreira, Rosângela Castro Turim
Nova Sede da EBP/SP – Rua Teodoro Sampaio, 1020, 16º andar – Pinheiros, São Paulo
Webdesigner: Bruno Senna