Fale conosco: (11) 3081-8947

Carta de São Paulo – ano 25 – nº1 – Jun 2018

by secao_sp in Novidades na Biblioteca

Novo Documento 2018-07-13 15.01.40

Afinal, o que resta do pai? Esta edição da Carta de São Paulo demonstra que ainda há muito a se dizer sobre ele. O leitor o encontrará das mais variadas formas, desde o freudiano, de Totem e Tabu, até o do último ensino de Lacan, em sua dimensão de sinthome. Ele se multiplicará em diversos nomes e se enlaçará à perversão, nas “pai-versões”, no contínuo esforço da psicanálise de estar à altura das questões de seu tempo. As VII Jornadas realizadas pela Seção São Paulo da Escola Brasileira de Psicanálise, em outubro de 2017, “Pai-versões”, produziram extenso material sobre o tema, grande parte dele aqui publicado, possibilitando ao leitor uma profunda incursão no tema.

SUMÁRIO

8 EDITORIAL. Daniela de Camargo Barros Aff onso

PAI-VERSÕES

11 Argumento das VII Jornadas da EBP-SP – Pai-versões.
Sandra Arruda Grostein e Carmen Silvia Cervelatti

16 Abertura das VII Jornadas.
Angelina Harari

20 O pai, um impossível de suportar.
Pierre Naveau

SERVIR-SE DO PAI

31 Prescindir do pai com a condição de servir-se dele.
Luiz Fernando Carrijo da Cunha

42 Pai: exemplo de transgressão.
Renato Andrade

46 Revisitando o conceito de perversão.
Gustavo Oliveira Menezes

PAI: DO UNIVERSAL AO SINGULAR

55 Pluralização.
Luis Tudanca

60 Duas versões do gozo.
Eduardo Suárez

65 Os Nomes-do-Pai e as identificações do sujeito.
Maria Cecília Galletti Ferretti

69 Da transferência fez-se um nome.
Carmen Silvia Cervelatti

DO DECLÍNIO DO PAI

79 Vestígios da evaporação do pai.
Patrícia Badari

86 A droga do toxicômano.
Jésus Santiago

107 A segregação em tempos de hiperconexão e de declínio do pai.
Antonio Alberto Peixoto de Almeida

112 Père-version: a função paterna na era do Outro algorítmico.
Julio César Lemes de Castro

PAI IMAGINÁRIO, SIMBÓLICO E REAL

118 O pai imaginário.
Daniela de Camargo Barros Affonso

126 O pai no simbólico.
Sílvia Sato

133 Pai real.
Maria Helena Barbosa

ENSINO DO PASSE

143 Quando se estraga a função paterna.
Maria Josefina Sota Fuentes

153 Comentário do passe de Maria Josefina Sota Fuentes.
Elisa Alvarenga

159 1, 2, 3 e… (em andamento molto vivace).
Sérgio Laia

169 Comentário do passe de Sérgio Laia
Elisa Alvarenga

DO AMOR E DO SEXO.

175 O homem que queria ser normal.
Christiane Alberti

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>