AD 2/ Anteriores 2013–2014

Fazer Cartel é fazer Escola

Nesta edição do Dobradiça, recolhemos os efeitos do primeiro encontro do cartel da Comissão dos Cartéis da EBP com o mais-um presente, Carlos Augusto Nicéas, que aqui publica seu texto “A solidão do pequeno grupo”.

Esse texto, produto provocado pelo encontro do cartel, é posto a céu aberto iluminando este Boletim. Nele, Nicéas retoma os fundamentos do cartel, que são os mesmos fundamentos da Escola tal como concebida por Lacan.

Trata-se da possibilidade de reenviar o cartel ao seu estatuto de objeto causa do desejo de Escola. Não nos parece excessivo destacar o cartel como lugar de formação na Escola, retomando inclusive o que Lacan nos diz dele no Ato de Fundação.

Assim, o vivo do cartel no um a um e, em última instância, a relação singular com a causa analítica que se manifesta na enunciação do cartelizante, pode ter o efeito de despertar, no outro, o desejo de levar sua questão singular para a construção coletiva de um saber no cartel. Apostamos, assim, nas ressonâncias, que a transmissão das experiências no cartel pode mobilizar em cada um, provocando o desejo de fazer cartel e, portanto, de Escola – o que pode ser lido nos efeitos da fala de Cínthia Busato, Diretora de Cartéis e Intercâmbio da EBP-SC, nas notícias que ela aqui nos fornece da primeira Noite de Cartéis em 2013 na sua Seção.

Colhemos, da nossa reunião no cartel, o efeito de agalmatização do dispositivo do cartel experimentado por cada um no encontro. Pudemos verificar como as discussões da comissão ampliada dos cartéis na EBP, relançadas no dispositivo do cartel, abriram as discussões sobre a posição ética de cada um em relação ao saber e ao furo e sobre a importância da posição de “cartelizante” em causa na Escola de Lacan.

Por outra parte, no laço igualmente importante com a comissão ampliada dos cartéis da EBP, lançamos uma conversação na qual recolhemos perguntas,diariamente, além de pontuações, discussões sobre o dispositivo a respeito de sua eficácia, seu lugar e seus efeitos, o que ressoa entre os Diretores de Cartéis das Seções e Delegações da EBP, produzindo os trabalhos de vários, dos quais daremos notícias em nossos boletins.

Então, à leitura!

Paola Salinas
Coord. da Comissão de cartéis da EBP

ad-s2013-2014

 

 

 

Download AD2 Série 2013 – 2015