Fale Conosco: (31) 3292-5776

Seminário da Supervisão – Agenda 1º Semestre 2019

Supervisão – Efeitos de Formação

Inês Julião apresentará seu trabalho na Laço, ONG fundada em 2002 junto à Rede Pública da PBH, promovendo uma ruptura com o modelo assistencialista e segregativo que exclui a subjetivação. Proporciona atendimento psicoterápico, psiquiátrico, oficinas e um trabalho de construção responsável onde cada um coloca alfo de si.

Os profissionais tornam-se parceiros dos pacientes e colhem efeitos de sua falta e do seu fazer no “Outro”. As reuniões clínicas acontecem diariamente com a participação da equipe na tessitura de um novo discurso sobre cada paciente.

Antônio Beneti comentará o trabalho apresentado por Inês à luz de um parágrafo de Jacques-Alain Miller em O banquete dos analistas: “Detenhamo-nos no que ocorre com a descontextualização  da experiência analítica sob a forma prátia do controle (supervisão), que é uma maneira de tirar a experiência do consultório para translada-la a uma situação sustentada por uma convenção completamente distinta. O controle supõe que o essencial de uma análise pode ser preservado como relato. O fato de que o analista controlador não compatilhe do contato vivido com o paciente não impede que passe o essencial. Poder-se-ia fazer da prática do controle, que não está reservada aos alunos de Lacan, um argumento que apoie a definição do inconsciente estruturado como uma linguagem”. (MILLER, J.-A. El banquete de los analistas, Buenos Aires, Paidós, 2000, p-385-6).

30 de maio, às 20h30
Local: EBP-MG
Rua Felipe dos Santos, 588 – Lourdes